intercambio-Estude-Idiomas-Trabalhe-na-Gringa-com-a-Alianza

Intercâmbio na Irlanda o ou na Ilha de Malta 2022

Quanto custa fazer faculdade no exterior?

Fazer faculdade fora do Brasil é o sonho de muita gente. Entre as razões estão a qualidade do ensino e as oportunidades profissionais disponíveis em outros países. Por outro lado, o valor que uma experiência como essa pode custar também assusta algumas pessoas. Mas conquistar essa oportunidade pode ser mais fácil do que você imagina. Por isso, hoje nós vamos te explicar exatamente quanto custa fazer faculdade no exterior!

Quais são os custos de fazer uma faculdade no exterior?

No Brasil existem dois tipos de faculdade: as públicas (que são gratuitas) e as privadas (que têm todo tipo de preço). Mas mesmo nas faculdades particulares brasileiras é possível conseguir auxílio do governo ou da própria instituição e estudar de graça. Uma das maiores preocupações de quem sonha estudar fora é justamente ir para países em que o ensino superior é sempre pago e não saber como conquistar uma bolsa.

TOP 5 países com mais universidades entre as 100 melhores do mundo

Além disso, fazer uma faculdade no exterior tem vários outros custos, como vistos, passaporte, acomodação, alimentação… Tudo isso em uma moeda mais valorizada do que o real. Parece mesmo muito dinheiro e que só pessoas ricas podem fazer uma graduação internacional. Mas não é bem assim.

Quanto custa fazer faculdade nos EUA?

Os Estados Unidos são provavelmente o destino favorito de quem quer fazer faculdade fora do país. E esse desejo não é à toa. Tanto o QS World University Ranking quanto o THE World University Ranking concordam que os EUA são o país com o maior número de instituições entre as melhores do mundo.

Mas toda essa qualidade tem um preço. Os Estados Unidos oferecem apenas opções pagas de graduação. Isso quer dizer que, se você não tiver como pagar, vai ter que conseguir uma bolsa ou algum tipo de financiamento. Mas afinal, quanto custa uma graduação nos EUA?

Passo a passo: como fazer faculdade nos Estados Unidos

Essa não é uma pergunta fácil de se responder. É que nos Estados Unidos existem vários tipos de instituições de ensino superior e o preço de cada uma delas varia. Por exemplo, as Community Colleges costumam ser consideravelmente mais baratas do que as universidades tradicionais. Da mesma forma, universidades privadas cobram anuidades mais caras do que as públicas.

De acordo com dados do College Board 2020-2021, os preços médios das universidades dos Estados Unidos são:

 

Quanto custa fazer faculdade nos Estados Unidos em 2022
Community College Universidades Estaduais (para alunos do estado) Universidades Estaduais (para os demais alunos) Universidades privadas
Anuidade e taxas US$ 3.770 US$ 10.560 US$ 27.020 US$ 37.650
Alojamento e alimentação US$ 9.080 US$ 11.620 US$ 11.620 US$ 13.120
Total em um ano US$ 12.850 US$ 38.640 US$ 38.280 US$ 50.770

Esses valores são fruto de uma pesquisa que fez uma média entre as taxas cobradas pelas universidades. Isso não quer dizer que não existam instituições com preços inferiores. A Minerva School, por exemplo, cobra, em média, metade do valor de uma instituição particular tradicional. Por outro lado, o preço para se estudar em uma Ivy League pode ser superior aos indicados.

Quanto custa fazer faculdade no Reino Unido?

Diferente do que acontece nos Estados Unidos, na terra da Rainha os preços dos cursos oferecidos são diferentes se você é um estudante internacional. Para os alunos locais, o governo estabelece preços máximos que podem ser cobrados pelas instituições. No ano letivo de 2020-2021 as universidades de prestígio, chamadas Teaching Excellence Framework (TEF), podem cobrar um valor máximo de 9.250 libras de seus alunos de tempo integral.

Como fazer faculdade no Reino Unido: passo a passo

Acontece que esses valores não precisam ser seguidos para estudantes internacionais. Na Universidade de Oxford, por exemplo, os cursos costumam ter o valor máximo permitido para os britânicos. Já para os alunos de fora do Reino Unido, os valores giram em torno de 30 e 40 mil libras anuais, dependendo do curso selecionado.

Como fazer mestrado em Oxford de graça?

Na Universidade de Cambridge os valores são um pouco diferentes, podendo ir de 20 mil libras anuais até quase 60 mil libras por ano. Em ambas as universidades esses valores incluem somente o curso. Mas, se você quer fazer faculdade no exterior, deve levar em consideração outros gastos.

Além dessas taxas é preciso calcular o custo de vida na cidade em que você pretende estudar. A calculadora de custo de vida Expatistan indica uma média de 1.962 libras para viver sozinho na Inglaterra, mas a Universidade de Oxford acredita que 1.175 libras mensais podem ser suficientes.

Quanto custa fazer faculdade no Canadá?

Assim como acontece no Reino Unido, no Canadá os preços pagos por alunos internacionais é diferente dos valores pagos pelos canadenses. Enquanto os nativos têm uma média de taxas em torno de C$ 6.500, estudantes vindos de outros países pagam quase cinco vezes mais, com uma média geral de C$ 32.019.

Os valores exatos variam conforme a área de interesse a também a universidade selecionada. Por exemplo, a média para estudantes de Artes Visuais, Educação e Tecnologias da Comunicação é de 27.103 dólares canadenses. Porém, cursos na Vancouver Film School podem chegar a 50 mil dólares.

A área de Educação é a mais barata para quem quer estudar no Canadá. A média dos cursos de graduação para alunos internacionais fica em 22.104 dólares canadenses anuais. A mais cara, por outro lado, é a Medicina Veterinária, que tem custos médios de 65.576 dólares canadenses. Dados de todos os cursos podem ser consultados no site do Statistics Canada.

Além das taxas do curso, assim como na Inglaterra, os custos de vida devem ser levados em conta, já que não estão incluídos no valor pago às universidades. A média gasta por uma pessoa no Canadá é de C$ 2.723. Esse valor pode variar de acordo com a cidade e região em que você morar.

É possível estudar de graça fora do Brasil?

Esses custos de anuidade são todos bastante elevados, né? Mas isso não quer dizer que você precise, necessariamente, pagar para estudar no exterior. Existem vários tipos de programas de bolsas oferecidos dentro das próprias universidades e até por outras instituições. O programa Becas Santander, por exemplo, cobre custos de graduação, mestrado e doutorado em parcerias com várias instituições internacionais.

 

Costuma ser fácil encontrar essas oportunidades também em instituições culturais dos países. O British Council, por exemplo, divulga com frequência oportunidades de bolsas de estudos na Inglaterra. Algumas dessas oportunidades cobrem apenas parte dos seus custos ou apenas o curso que você vai fazer, mas outras podem pagar até mesmo pela sua passagem e alimentação, como é o caso do Programa Chevening.

É importante lembrar também que, apesar de os países que citamos aqui serem os mais procurados na hora de fazer uma graduação fora, principalmente pela facilidade do idioma, algumas nações oferecem ensino superior gratuito. Esse é o caso da Argentina, por exemplo. As universidades públicas de lá são gratuitas, como no Brasil, e o custo de vida é 16% mais barato do que no nosso país, segundo a calculadora Expatistan.

Gastos necessários

Além dos gastos com o pagamento do curso em si, ainda é preciso levar em conta outros fatores. Acomodação e alimentação podem estar incluídos no valor pago para as universidades em alguns países, mas em outros é preciso ser considerado à parte. Por isso vale a pena pesquisar o custo de vida no país em que você quer estudar.

5 países mais baratos para morar e estudar ao redor do mundo

Mas existem alguns gastos para fazer faculdade no exterior que raramente são cobertos por bolsas de estudo. Por exemplo, antes de pedir um visto de estudante (que pode ser coberto pela universidade) é preciso ter um passaporte. Para tirar um passaporte no Brasil é necessário pagar algumas taxas, além de viajar para a sede da polícia federal ou órgão equivalente mais próxima de você.

Além disso, a grande maioria das universidades em todo o mundo solicita que o estudante internacional faça um teste de proficiência no idioma do país de destino. Fazer esses testes exige preparação,e é possível treinar um idioma de graça com o auxílio da internet, mas muitos dos exames cobram preços que giram em torno de centenas de dólares. Alguns podem chegar perto dos mil reais.

Exame de proficiência: melhores testes em cada idioma

Também é preciso pagar pela tradução juramentada dos seus documentos, por um plano de saúde internacional (que gira em torno de mil dólares) e pela taxa de aplicação da universidade, caso seja exigido. Ou seja, é preciso um pouco de organização para juntar o dinheiro necessário para cobrir os gastos básicos de cursar sua faculdade no exterior.

Porém é preciso lembrar que fazer graduação fora do país pode te trazer retorno financeiro quando você se formar. Além disso, você também terá custos se precisar mudar de cidade para fazer faculdade no Brasil, enquanto algumas faculdades no exterior podem te oferecer bolsas de estudos que te ajudam a pagar pelo curso, acomodação e alimentação.

Intercâmbio com a UDI

Agora você já sabe quanto custa fazer faculdade no exterior e que essa oportunidade está ao seu alcance! Então que tal começar a se preparar para estudar fora do país? A mentoria especializada da Universidade do Intercâmbio pode ajudar você a conquistar seus objetivos! Nossos  mentores já estiveram nas principais universidades do planeta e te ensinam o caminho para conquistar uma vaga internacional. Faça agora mesmo o teste de perfil clicando aqui e tire o seu sonho do papel!

 

 

Quanto Custa Estudar nos Estados Unidos?

Estudar nos EUA parece ser o sonho de muita gente. Se você está cursando lá ou apenas fazendo um semestre, essa experiência é um ótimo complemento para o seu currículo. E a primeira pergunta que surge é: quanto custa estudar nos Estados Unidos?

E com isso vem muitas outras dúvidas. Então acompanhe este artigo e veja o que é necessário e quanto você precisa para estudar nos Estados Unidos.

O que preciso saber?

Muita gente pensa que só de saber quanto custa estudar nos Estados Unidos já pode começar a economizar e decidir sobre a faculdade. Mas não exatamente.

Apesar de muitas vagas, as universidades recebem inscrições de estudantes de todo o mundo. Portanto, o processo de adesão a um deles é um pouco mais rigoroso do que passar alguns cheques ou fazer alguns depósitos.

As avaliações incluem uma revisão completa do desempenho acadêmico do candidato, bem como sua história pessoal. De acordo com os professores que facilitam esse processo, essas medidas visam garantir que o novo aluno agregue valor à universidade para que ela mantenha seus altos padrões.

Quanto custa em média estudar nos Estados Unidos?

Os valores costumam variar muito. Levando em consideração a moeda local, o custo de um ano acadêmico varia de US$ 60.000 a US$ 85.000. Um pouco alto para tomar uma decisão sem considerar algumas coisas.

No entanto, muitas dessas instituições têm programas de subsídios. Seja parcial ou total. Essas bolsas podem permitir créditos escolares, atividades extracurriculares ou voluntárias, ou até mesmo conquistas atléticas, já que muitos participam de competições atléticas.

Para os interessados ​​em estudar nessas instituições, muitas fundações e instituições aqui no Brasil selecionam alunos para participar desta competição. Esse tipo de seleção geralmente ocorre no início do ano, pouco antes do início do ano letivo. Portanto, vale a pena prestar atenção a esses processos.

É possível trabalhar enquanto estuda nos Estados Unidos para cobrir os custos?

A resposta curta é não. E pela mesma razão que o processo seletivo para estrangeiros é tão competitivo. As universidades tendem a oferecer suas vagas para estudantes dos Estados Unidos. Para que isso tenha valor para o país.

Para trabalhar nos Estados Unidos, também é necessário comprovar que essa vaga não poderia ser preenchida por um profissional americano. Isso é para garantir que você não ocupe espaço em um local. Então, além de considerar quanto custa estudar nos EUA, você precisa saber como fazer face às despesas sem renda.

Existem alternativas para trabalhar enquanto estuda nos Estados Unidos?

Existem alternativas. Embora o emprego formal esteja fora de questão, o emprego a tempo parcial é possível. Ou trabalhos paralelos, como babás ou pedreiros, que não exigem nenhuma qualificação. Muitos brasileiros também aproveitam a diferença de preço para trabalhar com produtos importados.

Esse tipo de ocupação não exige visto de trabalho como os empregos formais. Também é possível ganhar algum dinheiro com um visto de estudante. Mas você ainda precisa de algum dinheiro, porque essas profissões cobrem apenas parte das necessidades do aluno.

Por que há tanta burocracia para os alunos trabalharem nos Estados Unidos?

Em países desenvolvidos possuem critérios muito específicos, então se você está no país para estudar e trabalha concentrado a maior parte do tempo, fugirá do objetivo principal. No entanto, nada impede que o aluno busque um emprego formal remunerado no país após a formatura. Desde que demonstre que  atende aos requisitos do trabalho melhor do que um americano.

Uma alternativa para estudar nos EUA são os cursos gratuitos oferecidos pelas instituições. Eles geralmente são online e contam pontos para programas de mestrado ou extensão dentro da universidade.

A validação de diploma custa por volta de $400 e pode economizar dinheiro se você precisar de pontos que já investiu antes de se matricular nos EUA.

Quanto custa estudar nas top 5 universidades dos Estados Unidos?

Quanto custa estudar nos Estados unidos na Universidade de Yale

George W. Bush e Bill Clinton ficaram aqui. Yale em New Haven, Connecticut, é um dos destinos de viagem mais populares para os brasileiros.

Estrangeiros pagam cerca de US$ 68.000 anualmente em mensalidades, taxas, moradia, alimentação e livros. O custo desta última é ligeiramente superior ao das outras instituições desta lista.

Quanto custa estudar nos Estados Unidos na Universidade de Berkeley

Uma das mais populares por ser pública, a Universidade da Califórnia, em Berkeley é muito procurada. São 80% das vagas para o estado e o restante para o resto do mundo.

Embora seja público, o custo é de cerca de US$ 61.500 por ano. As despesas de hospedagem, alimentação, livros e viagens são um pouco maiores que as demais. No entanto, ao pesquisar, deve-se levar em consideração quanto custa estudar em outras universidades.

Quanto custa estudar nos Estados Unidos na Universidade de Stanford

Esta universidade que também fica na Califórnia, é uma das mais caras do mundo. Juntamente com taxas e mensalidades, mensalidades, moradia, alimentação, despesas pessoais, livros e viagens, o aluno gasta mais de US$ 80.000 por ano. O deslocamento é  um pouco mais acessível que os outras universidades acima.

Uma das qualidades que Stanford valoriza é o perfil do aluno. Você deve escrever uma carta de até 200 palavras endereçadas ao seu futuro colega de quarto.

Quanto custa estudar nos Estados Unidos na Universidade de MIT

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts, localizado na mesma cidade de Harvard, tem 77 ganhadores do Prêmio Nobel entre seus professores, tornando-se um dos maiores centros de ciência e tecnologia do mundo.

O custo por ano, incluindo propinas, alojamento, taxas e outras despesas pouco mais de $ 65.000.

Quanto custa estudar nos Estados Unidos na Universidade de Harvard

Esta é a universidade mais famosa dos EUA. E o mais excelente também. Mesmo assim, a instalação de Cambridge, Massachusetts, não é a mais cara.

 

Deixe um comentário

intercambio-Estude-Idiomas-Trabalhe-na-Gringa-com-a-Alianza
Copyright © 2022 | Alianza Exportadora – CNPJ 03.857.264/0001-54 | Intercâmbio – Idiomas – Estude – Trabalhe no Exterior | Todos os Direitos Reservados©